O ciclo PDCA

O método científico


Do wikipédia podemos ler:


"O método científico refere-se a um aglomerado de regras básicas dos procedimentos que produzem o conhecimento científico (...). Na maioria das disciplinas científicas consiste em juntar evidências empíricas verificáveis[1] — baseadas na observação sistemática e controlada, geralmente resultantes de experiências ou pesquisa de campo — e analisá-las com o uso da lógica. Para muitos autores, o método científico nada mais é do que a lógica aplicada à ciência. (...)

(....)

O Círculo de Viena acrescentou a esses princípios a necessidade de verificação e o método indutivo. Karl Popper demonstrou que nem a verificação nem a indução sozinhas serviam ao propósito em questão – o de compreender a realidade conforme esta é e não conforme gostar-se-ia que fosse – pois o cientista deve trabalhar com o falseamento, ou seja, deve fazer uma hipótese e testar suas hipóteses procurando não apenas evidências de que ela está certa, mas sobretudo evidências de que ela está errada. Se a hipótese não resistir ao teste, diz-se que ela foi falseada. Caso não, diz-se que foi corroborada. Popper afirmou também que a ciência é um conhecimento provisório, que funciona através de sucessivos falseamentos. (...)

(...)"


Ou, traduzido da versão anglo-saxónica, mais sintética e mais clara;


 O método científico é um método empírico de aquisição de conhecimento que tem caracterizado o desenvolvimento da ciência desde o século XVII. Envolve observação cuidadosa e uma elevada dose de cepticismo sobre o que é observado, uma vez que as suposições cognitivas podem distorcer a forma como se interpretam as observações. Envolve a formulação de hipóteses, (...) teste de experiências e observação crítica dos resultados obtidos e consequente refinamento (ou eliminação) das hipóteses com base nos resultados experimentais. Esses são princípios do método científico, distintos de uma série definitiva de etapas aplicáveis ​​a todos os empreendimentos científicos. [1] [2] [3]

  

 (...) O teste mais conclusivo de hipóteses vem do raciocínio baseado em dados experimentais cuidadosamente controlados. Dependendo de quão bem os resultados dos testes correspondem às previsões,(..). Se uma hipótese particular se tornar muito bem suportada, uma teoria geral pode ser desenvolvida. [4]

  

(...) O processo do método científico envolve fazer conjecturas (hipóteses), derivar previsões delas como consequências lógicas e, em seguida, realizar experiências ou observações empíricas com base nessas previsões. [5] [6] Uma hipótese é uma conjectura, baseada no conhecimento obtido na busca de respostas para a questão. A hipótese pode ser muito específica ou pode ser ampla. Os cientistas então testam as hipóteses conduzindo experiências ou estudos. (....). [7]


O objetivo de uma experiência é determinar se as observações corroboram ou contrariam as previsões derivadas de uma hipótese (...). Embora o método científico seja frequentemente apresentado como uma sequência fixa de etapas, ele representa um conjunto de princípios gerais. [9] Nem todas as etapas ocorrem em todas as investigações científicas (nem no mesmo grau) e nem sempre estão na mesma ordem. [10] [11]


Eis a ligação para o texto original da Wikipedia


Oiçamos também a explicação por outro grupo de "experts": o Sheldon e o Leonard da série "The Big Bang Theory",


Hipótese - o amigo utilizaria todas as ocasiões para falar da sua ida ao espaço

Testes - apresentação de 2 temas, aparentemente alheios a viagens ao espaço

Resultado - em ambos os ensaios o amigo introduziu referencias à sua viagem espacial

  • Conclusão - os resultados corroboram a hipótese inicial, não lhe parece?

O ciclo PDCA


No TPS a Melhoria Continua é infinita e deve envolver todos. O recurso que serve de garante que as soluções apresentadas para resolver os desafios que se vão apresentando são eficazes e sustentáveis tem a sua raiz no método cientifico, focando-se por isso:

  1. Na observação da situação real no local onde ocorre;
  2. na formulação de uma hipótese relativamente à sua causa e potencialmente à sua solução;
  3. na realização de ensaios ou testes piloto para confirmação da hipótese aventada
  4. na retirada de ilações com base nos resultados verificados confrontados com os esperados;
  5. agindo sobre as conclusões, introduzindo nova hipótese ou implementado de forma robusta a solução confirmada

A este ciclo eterno estipulou-se chamar-se ciclo de PDCA , aplicável em todas as situações onde os colaboradores são chamados a procurar continuamente melhores formas de executarem as tarefas onde estão envolvidos.